Cátia: Quando o Pânico e a Ansiedade dominam a vida | Eu Dou a Cara

O medo e angústia eram tal, que deixou de usufruir de tudo o que gostava.

A Cátia tinha todos os sintomas de um Ataque de Pânico. Mas, tal como muitos, achava que estava a ter um ataque de coração. A verdade é que esta experiência foi tão traumática que deixou de conseguir viver tranquila. Andava sempre angustiada, isolada. Deixou de usufruir de tudo o que gostava, de tudo o que a fazia feliz.

Apesar de ter sempre o apoio da família e amigos, sentiu-se muitas vezes incompreendida. A verdade é que nem sempre as pessoas mais próximas sabem como agir e reagir perante alguém que não está bem, que está a sofrer de uma perturbação emocional. 

A Cátia tentou medicação e ainda acupuntura mas apenas o corpo relaxava, a mente continuava “a trabalhar” e sempre com os mesmos pensamentos e medos. Nunca desistindo do seu bem-estar, Cátia procurou e recorreu a ajuda psicoterapêutica. Foi de braços abertos e disposta a mudar, que Cátia conseguiu adquirir os mecanismos necessários para hoje encarar a Ansiedade e o Pânico de outra forma. 

Esta é uma batalha que muitos tentam lutar em prol deste bem tão precioso: a Saúde Mental. O importante é não desistir e ter a coragem de dar o primeiro passo. A Cátia é prova de que é possível e por isso hoje dá a cara por todos aqueles que sofriam de uma perturbação emocional e que com garra e acompanhamento, conseguiram superar.

tito baia na tv a explicar ataques de panico

Sabe como é ter um Ataque de Pânico? O Dr. Pedro Brás esteve no programa ‘Praça da Alegria’ da RTP com o Tito, um dos nossos antigos pacientes. O Tito é, acima de tudo, um exemplo de esperança. É possível combater os Ataques de Pânico! Quer saber como?

O que é Ansiedade? Quando é que deixa de ser considerada normal e se torna uma perturbação psicológica? O Dr. Pedro Brás esteve no ‘Consultório’ do Porto Canal a explicar este tema que assombra tantas pessoas no mundo.

1 em cada 4 pessoas sofre, ou já sofreu, de perturbações emocionais. Contudo, raramente partilham a sua história. O estigma é ainda gigantesco e por isso nasceu este projeto. Convidamos todos aqueles que superaram uma perturbação emocional a contar a sua história. A Dar a Cara.

Comentários