insónia

O que é a Insónia?

Dormir é uma necessidade básica que potencia o descanso do nosso corpo e a reorganização emocional da nossa mente. Quando, por diversos motivos, não conseguimos adormecer ou a qualidade do nosso sono é reduzida, estamos perante a Insónia. 

 A Insónia é um distúrbio de origem psicológica que pode ser classificado como Insónia Relativa ou Insónia Absoluta. A Insónia Relativa ocorre quando temos dificuldade em adormecer ou em manter um sono profundo e reparador. Já a Insónia Absoluta ocorre quando não dormimos por longos períodos de tempo, no início ou no fim da noite. 

sinais a que deve estar atento

  • Sente-se ansioso antes de dormir
  • A sua cabeça é inundada de preocupações na hora de dormir
  • Sente-se agitado e stressado mesmo quando vai dormir
  • Preocupa-se constantemente com a qualidade do seu sono
  • Sente medo de não adormecer ou de dormir mal
  • Tem problemas de concentração durante o dia
  • Sente fadiga e cansaço mesmo depois de uma noite de sono
  • Tem pesadelos frequentemente

Identifica-se com alguns destes sintomas?

Causas

Insónia Relativa

A Insónia Relativa está diretamente relacionada com questões de ansiedade. Problemas quotidianos que provocam preocupação, medo de falhar, stress laboral ou interpessoal, são fatores potenciadores de estados de ansiedade, que, por sua vez, condicionam a qualidade do sono. Neste tipo de insónia, o sono é acompanhado por um estado de stress permanente e a recuperação de energia e a reorganização emocional é deficitária. 

Insónia Absoluta

A origem da Insónia Absoluta está intrinsecamente ligada aos ataques de pânico ou a outros eventos traumáticos que ocorrem ao adormecer ou durante o sono. De uma forma inconsciente, a nossa mente cria uma resistência ao sono como forma de evitar esses episódios. Na presença deste tipo de insónia, a pessoa só adormece 3 a 4 horas depois de se deitar ou adormece quase de imediato mas acorda 2 ou 3 horas depois, sem conseguir voltar a adormecer.

Sintomas

  • Dificuldade em adormecer
  • Acordar durante a noite
  • Acordar muito cedo
  • Alteração do sono
  • Cansaço após uma noite de sono
  • Sonolência diurna
  • Irritabilidade ou ansiedade
  • Falta de concentração
  • Esquecimentos frequentes
  • Dores de cabeça
  • Preocupações contínuas com o sono

Tratamento

O tratamento para a insónia mais utilizado é o farmacológico, com recurso a medicação indutora de sono. No entanto, esta abordagem não traz alterações sustentadas na qualidade do sono, apenas induz o sono através de substâncias químicas que acabam por causar dependência, entre outros efeitos secundários indesejados.

A abordagem que traz alterações significativas e naturais na qualidade do sono é a Psicoterapia, que intervém nas causas da insónia, acabando com a mesma. A Psicoterapia HBM é um método que permite identificar o que está na origem deste distúrbio e que atua na ansiedade através de técnicas psicoterapêuticas, sem recurso a medicação.

Artigos recomendados

 

O Psicoterapeuta Pedro Brás dá o seu contributo na explicação da importância do sono e dos sonhos na nossa vida e no nosso bem-estar físico e psicológico.

A Dr.ª Carla Oliveira fala-nos sobre os distúrbios de sono mais frequentes. Explica as causas, descreve os sintomas e enumera estratégias adaptativas, bem como indica o tratamento mais adequado.

Mais de metade da população portuguesa sofre com problemas de sono, sendo que a insónia é o mais frequente. Estes distúrbios do sono limitam a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas. Mas não desespere! Há tratamento.

Insónia
4.7 (94.8%) 223 votes