Perguntas Frequentes

Esta consulta é o ponto de partida para a recuperação do paciente. O terapeuta vai realizar uma análise dos sintomas apresentados, alicerçada na história de vida do paciente, nas suas crenças, nos seus valores e em todos os contextos em que está e esteve inserido.

A avaliação e diagnóstico atenta as seguintes áreas:

  • Motivo de consulta: o principal problema que levou o paciente a pedir ajuda;
  • Questões emocionais associadas ao problema principal;
  • Estudo da personalidade;
  • Análise do contexto social e familiar.

A Consulta de Avaliação e Diagnóstico permite analisar o paciente, os seus sintomas e os seus contextos e permite-nos, não só orientá-lo para o melhor tratamento disponível, como também personalizar o seu processo terapêutico. Os resultados desta avaliação e diagnóstico são utilizados na elaboração de um plano de tratamento que, na maioria dos casos, se traduz num Plano de Intervenção Psicoterapêutica (PIP). 

A Consulta de Avaliação e Diagnóstico tem o valor de 100€ e cerca de 1h30 de duração. Neste momento, dispomos de uma campanha promocional, para Consultas de Avaliação e Diagnóstico realizadas online, de 25% de desconto.

Este plano prevê duas fases principais: 

  • Fase intensiva: sessões semanais. Consiste, em primeira instância, na gestão de sintomas, para alcançar um estado de estabilidade, que permita, por fim, focar e trabalhar as causas do problema que trouxe o paciente até nós. 
  • Fase de consolidação: sessões menos frequentes, que permitem períodos mais longos de autoteste por parte do paciente, em todos os seus contextos. Isto não só se reflete em mais informação sobre as questões emocionais que ainda estão por resolver, como também permite um regresso gradual à rotina depois do tratamento.

 As consultas do Plano de Intervenção Psicoterapêutico são agendadas na sua totalidade desde o início do tratamento, respeitando o espaçamento entre consultas delineado pelo terapeuta, contudo, o plano é revisto periodicamente com base na evolução.

Após a Consulta de Avaliação e Diagnóstico o terapeuta estará a par de todas as informações necessárias para aconselhar um curso de tratamento. Quase sempre é prescrito um Plano de Intervenção Psicoterapêutica, mas há algumas exceções. 

  • A Psicoterapia HBM pode não ser a indicada para o tratamento do problema que o paciente expôs e, nesses casos, não fará a prescrição de qualquer plano. 

  • Por questões terapêuticas, pode considerar-se que o formato de Plano de Intervenção Psicoterapêutica não é o mais indicado e prescrever-se apenas algumas sessões pontuais. 

O valor e a duração variam conforme a complexidade do caso clínico. Em média, os Planos de Intervenção Psicoterapêutica duram entre 6 a 9 meses e o valor poderá estar entre os 2 000€ e os 3 000€. O valor exato é aferido após a Consulta de Avaliação e Diagnóstico, dependendo do Plano de Intervenção Psicoterapêutica delineado.

O Plano de Intervenção Psicoterapêutica é pago na totalidade, no início do tratamento. Contudo, dispomos também de algumas soluções para suavizar o investimento, entre elas a possibilidade de pagamento faseado, sobre as quais poderá saber mais aqui.

No plano de tratamento estão incluídas todas as sessões de psicoterapia agendadas e todas as sessões suplementares que poderão ser necessárias até à data final do Plano de Intervenção Psicoterapêutica.

Se optar por avançar com um Plano de Intervenção Psicoterapêutica, o pagamento terá de ser realizado na íntegra, até para que possamos reservar a agenda da terapeuta nos horários desejados até ao final do tratamento. Trata-se de um compromisso que assumimos em conjunto, no caminho da recuperação. 

Contudo, pode sim optar por um formato de Consultas Isoladas, que permite realizar sessões quando achar mais conveniente e fazer o pagamento por consulta, sem a estrutura definida de um Plano de Intervenção Psicoterapêutica.

Poderá saber tudo sobre a realização de Psicoterapia HBM online aqui.