Alma Doente: a reportagem desta semana do programa Linha da Frente versou sobre o estado da Saúde Mental em Portugal e contou com a participação de várias personalidades com diferentes abordagens em relação à saúde mental e ao seu tratamento, bem como da Clínica da Mente e de Tito Baía, um paciente que sofria de Ataques de Pânico, uma perturbação altamente limitante. Após o tratamento com o Modelo Psicoterapêutico HBM pela Clínica da Mente, Tito recuperou o equilíbrio emocional e a qualidade de vida.

A Clínica da Mente acredita que a Depressão não é uma doença, mas sim um estado em que a pessoa fica após a vivência de experiências verdadeiramente dolorosas e que perdura enquanto não se mudar a forma como essas experiências afetam o seu bem-estar. Essa mudança faz-se com a alteração de perceção mental, dando um outro significado às experiências perturbadoras vividas.

A Clínica da Mente acredita também que os medicamentos psicofármacos apenas pretendem alterar os sintomas produzidos pelos estados depressivos, não atacando as suas causas. Um dado visível na reportagem é a prescrição excessiva de medicação que leva a que os portugueses tomem 150.000 comprimidos psicofármacos por hora.

O preço referido da sessão de psicoterapia na Clínica da Mente de 200,00€ corresponde a um bloco terapêutico de 2 horas, sendo que o tratamento proposto é constituído por um número de sessões definido na avaliação individual com cada paciente. A duração média do tratamento intensivo é de 6 semanas e o paciente é acompanhado no processo terapêutico durante um ano, prevenindo recaídas e garantindo uma efetiva saída do estado perturbador.

Visualize a reportagem na íntegra no RTP Play.

Linha da Frente

Comentários